Quais empresas de games mais demitiram em 2024? Veja os maiores layoffs

O sentimento de jogar videogame é bom demais, mas nem sempre é tudo alegria nos bastidores da indústria. Tem sido um momento bem delicado para o mercado, visto os inúmeros cortes que vem acontecendo nos últimos meses. Só nos primeiros 60 dias de 2024, foram mais de 8.000 demissões — e, infelizmente, parece que não vai parar por aí.

O fato é que a indústria de games está passando por uma grande mudança — e isso não é, necessariamente, uma coisa boa. Para as marcas, que estão enxugando seus orçamentos, talvez sim. Mas para quem está no batente, o buraco é mais embaixo: muitos desempregados, e os remanescentes correm sérios riscos de se submeterem ao terrível crunch.

Enquanto alguns estúdios unem forças para manter o legado, como a Toys For Bob, que decidiu tornar-se independente e abrir mão de franquias como Crash e Spyro no processo, outras publishers gigantescas, como EA, PlayStation e Microsoft, estão cortando uma boa porcentagem da sua força de trabalho.

Indústria de games luta para manter sua força de trabalho em 2024.

Lista de empresas de games que demitiram funcionários em 2024 é extensa

A onda de demissões nas empresas de games não é de hoje. Em 2023, pelo menos 6.000 desenvolvedores foram desligados dos seus empregos. Chega até a ser contraditório, visto que o ano passado foi atípico no quesito videogames e rendeu um catálogo recheado de ótimos jogos.

Em apenas dois meses do ano atual, os 6.000 já foram ultrapassados com folga — então é fato que muitos estão preocupados com o rumo das coisas. O Kotaku criou uma lista com todas as empresas de games que demitiram funcionários em 2024 e você pode conferir os números logo abaixo:

  • Electronic Arts (EA) — Número desconhecido
  • Archiatic — Número desconhecido
  • Daybreak Games — Número desconhecido
  • Build a Rocket Boy — Número desconhecido
  • Disruptive Games — Número desconhecido
  • Bossa Studios — 19 demissões
  • Unity Software — 1.800 demissões
  • Twitch — 500 demissões
  • Playtika — Entre 300 e 400 demissões
  • Discord — 170 demissões
  • Lost Boys Interactive — 125 demissões
  • Funselektor — 3 demissões
  • PTW (antiga Pole To Win) — 45 demissões
  • Thunderful — Cerca de 100 demissões (20% dos funcionários)
  • Pixelberry Studios — 120 demissões
  • Netspeak Games — 25 demissões
  • Wimo Games — 35 demissões
  • Behavior Interactive — 45 demissões
  • CI Games — Cerca de 15 a 20 demissões (10% dos funcionários)
  • 31st Union — Menos de 10 demissões
  • Com2uS — “Um número de dois dígitos de pessoas”
  • Metaverse World (Netmarble F & C) — 70 demissões
  • Ntreev Soft (NCSoft) — 70 demissões
  • Riot Games — 530 demissões
  • One Player Mission — 15 demissões
  • People Can Fly — Mais de 30 demissões
  • Black Forest Games — Cerca de 50 demissões
  • Microsoft — 1.900 demissões
  • Reikon Games — Cerca de 60 demissões
  • Little Red Dog Games — 27 demissões
  • Eidos-Montréal — 97 demissões
  • Chief Rebel — Cerca de 21 demissões
  • SEGA of America — 61 demissões
  • Nimble Giant Entertainment — Cerca de 30 demissões
  • Artificier — 28 demissões
  • Airship Syndicate — 12 demissões
  • Threaks — 25 demissões
  • Crop Circle Games — Cerca de 50 demissões
  • Threshold Games — 11 demissões
  • 91Act — Cerca de 60 demissões
  • Visual Concepts Austin — Cerca de 9 demissões
  • Hidden Path Entertainment — 44 demissões
  • Scopely — 15 demissões
  • ZA/UM — 24 demissões
  • Gameloft — Mais de 38 demissões
  • Supermassive Games — 90 demissões
  • Die Gute Fabrik — 10 demissões
  • Sony Interactive Entertainment (SIE) — 900 demissões
  • Deck Nine Games — 30 demissões
  • Electronic Artes (de novo) — Cerca de 670 demissões

Somando todas as empresas de games que demitiram seus funcionários em 2024, o número total é de 8.177 profissionais desempregados. Uma notícia realmente alarmante, considerando que o ano está apenas começando.


Fonte 

Deixe seu comentário