Jenna Ortega foi chutada do ‘Pânico VII’ depois dela acusar Israel de ‘genocídio’

Nas últimas semanas, activistas de esquerda estiveram num estado de guerra civil devido ao recente conflito entre o Hamas e Israel. Enquanto muitos na comunidade judaica apoiam Israel nos seus esforços de guerra contra o grupo terrorista palestiniano, muitos progressistas em Hollywood estão do lado da Palestina.

Quarta-feira. Jenna Ortega como Wednesday Addams no episódio 101 de Wednesday. Cr. Cortesia da Netflix © 2022

Quarta-feira. Jenna Ortega como Wednesday Addams no episódio 101 de Wednesday. Cr. Cortesia da Netflix © 2022

Na semana passada, a atriz Melissa Barrera foi demitida do revival da franquia Scream depois de acessar o Instagram para condenar as ações de Israel. Barrera também publicou várias histórias no Instagram instando o governo dos EUA a apelar a Israel para parar o seu ataque à Faixa de Gaza, ao mesmo tempo que publicava as mortes das pessoas na região às mãos de Israel.

Melissa Barrera (“Sam”) estrela “Scream”, da Paramount Pictures e Spyglass Media Group.

Melissa Barrera (“Sam”) estrela “Scream”, da Paramount Pictures e Spyglass Media Group.

“Gaza está sendo tratada atualmente como um campo de concentração”, escreveu ela em um post no Instagram Stories. “Encurralar todos juntos, sem ter para onde ir, sem eletricidade, sem água… As pessoas não aprenderam nada com a nossa história.”

Ela continuou: “E assim como nossas histórias, as pessoas ainda estão observando silenciosamente isso acontecer”, antes de acusar: “ISSO É GENOCÍDIO E LIMPEZA ÉTNICA”.

Num outro post, Barrera escreveu: “Tenho procurado ativamente vídeos e informações sobre o lado palestino nas últimas duas semanas, por quê? Porque a mídia ocidental apenas mostra o outro lado [israelense].

“Por que eles fazem isso, vou deixar você deduzir por si mesmo”, concluiu ela.

Mais recentemente, foi revelado que a estrela de quarta-feira Jenna Ortega também está deixando a franquia. De acordo com o The Hollywood Reporter , Ortega – que interpreta a irmã de Barrera na tela nas duas últimas entradas da popular franquia de terror – não retornará para Pânico 7 devido a conflitos de agenda, já que supostamente entra em conflito com as filmagens de quarta-feira.

Fontes do THR afirmam que a saída de Ortega não teve nada a ver com a demissão de Melissa. No entanto, pouco depois de anunciar que havia deixado o projeto, o TMZ informou que Ortega gostou de uma das postagens de Barrera apoiando sua posição pró-Palestina em meio ao conflito armado entre Israel e o Hamas.

A estrela de quarta-feira se afastou das redes sociais após sua saída do Scream e desde então desativou sua conta no Twitter no que parece ser uma medida para evitar possíveis reações por supostamente apoiar a Palestina e o Hamas.

De acordo com comunicado oficial divulgado pelo Spyglass Media Group, empresa por trás da produção da franquia Scream, Barrera foi demitido por promover o anti-semitismo.

Abordando a demissão de Barrera, um porta-voz declarou: “A posição da Spyglass é inequivocamente clara: temos tolerância zero com o anti-semitismo ou o incitamento ao ódio em qualquer forma, incluindo falsas referências ao genocídio, limpeza étnica, distorção do Holocausto ou qualquer coisa que ultrapasse flagrantemente os limites. discurso de ódio.”

Nos últimos anos, a Paramount Pictures transformou a franquia Scream em um exemplo brilhante de reimaginação do despertar – pegando uma franquia já estabelecida e reformulando personagens para atender aos requisitos modernos de diversidade e inclusão de Hollywood.

Pânico VI , o filme mais recente, também sofre o pecado capital da previsibilidade ao tornar os assassinos de ambos os filmes os únicos personagens brancos restantes no filme, ao mesmo tempo que dá às minorias uma armadura de enredo que nem mesmo Sauron poderia perfurar.

Como resultado, a Paramount rejeitou Neve Campbell da franquia no verão passado, quando a atriz anunciou que não voltaria para o sexto filme – observando que, em última análise, foi um desentendimento financeiro que levou sua decisão de se separar do estúdio.

“Infelizmente, não farei o próximo filme do Pânico ”, disse Campbell à Variety na época . “Como mulher, tive que trabalhar muito em minha carreira para estabelecer meu valor, especialmente quando se trata de Scream. Senti que a oferta que me foi apresentada não correspondia ao valor que agreguei à franquia.”

A proposta que a Paramount Pictures deu à atriz não correspondeu ao valor que ela trouxe para a franquia Pânico.

 

Agora, com suas duas principais estrelas hispânicas fora de cena, a Paramount está atualmente em maus lençóis, já que o estúdio pode ser forçado a trazer Campbell para salvar a franquia.

 

Fonte: Boundingintocomics

 

Deixe seu comentário