Battlestar Galactica: o significado por trás da reviravolta final de Starbuck explicado

Starbuck foi ressuscitado por um poder superior para guiar a humanidade para a segurança. Battlestar Galactica termina sua exploração de filosofia e religião com Kara.

0
Battlestar Galactica: o significado por trás da reviravolta final de Starbuck explicado
Battlestar Galactica: o significado por trás da reviravolta final de Starbuck explicado
- Advertisement -

Battlestar Galactica terminou em 2009 e deixou seus espectadores com uma infinidade de perguntas, sendo uma das mais pungentes o verdadeiro significado por trás do final e ressurreição de Kara “Starbuck” Thrace. Como o original de 1978, o reboot de 2004 de Ronald D. Moore retrata os pequenos remanescentes da civilização humana vivendo em planetas conhecidos como as Doze Colônias. A série foi elogiada por entrelaçar o debate político e filosófico no gênero de aventura espacial de ficção científica. O enredo que o personagem de Starbuck (Katee Sackhoff) viu do final da 3ª temporada até o final da 4ª temporada de Battlestar Galactica mostra exatamente o quão bem trabalhada é a camada religiosa-filosófica do programa.

Na terceira temporada de Battlestar Galactica, episódio 17, Starbuck persegue uma nave Cylon e desce em um sistema de tempestade que se parece muito com a mandala “Olho de Júpiter” que ela desenhou. Embora o inimigo corte seu Viper, o navio parece ileso quando ela volta para a base. Os pilotos revisam a câmera de sua arma e veem Starbuck atirando nas nuvens. As visões de Starbuck continuam enquanto ela voa novamente e é atingida pelos Heavy Raiders – desta vez, ela vê Leoben (Callum Keith Rennie) pedindo que ela enfrente seu passado e cumpra seu destino. Ela acorda, diz a Lee (Jamie Bamber) ” Te vejo do outro lado ” e seu Viper explode. Mas três episódios depois,  o personagem Battlestar Galactica de Katee Sackhoff aparece novamente em uma Víbora intacta, alegando que ela esteve na Terra e ela quer guiar a Frota até lá. Starbuck passa a quarta temporada de Battlestar Galactica defendendo sua identidade humana (enquanto a questiona), apenas para desaparecer no final da série depois de cumprir seu destino.

Leva um tempo para o Starbuck ressuscitado convencer a tripulação a deixá-la guiá-los para a Terra. Quando ela recebe permissão, ela se comporta de forma irregular e até confessa a Lee que se sente distanciada de seu corpo. Quando Starbuck e a tripulação seguem os sinais de sua Víbora para a Terra, eles encontram um planeta devastado pela guerra nuclear junto com a própria nave e o cadáver de Starbuck. Perdida e confusa sobre sua identidade, a Starbucks acaba compondo uma música que seu pai lhe ensinou, então usa a fórmula numérica da música como coordenadas e leva a Frota de Battlestar Galactica para a versão dos espectadores da Terra, 150.000 anos atrás. Starbuck completa seu destino e desaparece, provando que ela era um ser semelhante a um anjo (ou um mensageiro), destinado a guiar a humanidade para a segurança.

Battlestar Galactica: o significado por trás da reviravolta final de Starbuck explicado 1

A ressurreição de Starbuck está ligada ao  tema recorrente de politeísmo de Battlestar Galactica , sugerindo que Starbuck é uma versão de Aurora, um dos Senhores de Kobol. Kara Thrace carrega um ícone de Aurora com ela e depois o dá de presente para Adama. Quando Starbuck cumpre seu destino, ela o faz repetindo o papel de Aurora na história dos Lordes de Kobol, guiando Galactica e a Frota para a Terra, em segurança. Starbuck completa assim a história da série e da humanidade. O final de Battlestar Galactica tornou-se bastante controverso , já que muitos espectadores o criticaram por suas extensas referências religiosas. Starbuck trabalhando a serviço de um poder superior significa que os humanos encontrarem a Terra era  “tudo parte do plano de Deus”. aparentemente removendo toda a autonomia humana do show.

Mas  o co-criador de Battlestar Galactica , Ron Moore, disse (via Discover ): ” Kara é o que você quer que ela seja. É fácil colocar o rótulo de “anjo”. [Ela] morreu e ressuscitou e voltou e levou as pessoas ao seu fim final.” Moore acrescentou que quanto mais os criadores explicassem, menos interessante se tornaria, então eles decidiram deixar algum mistério em torno da ressurreição e desaparecimento de Starbuck. Por esse motivo, não está totalmente claro se Starbuck era um anjo o tempo todo. , apenas ressuscitou como um, ou se o “Starbuck” ressuscitado fosse um anjo impresso com sua semelhança e memórias. Não importa os detalhes, Kara Thrace foi ressuscitada por um poder superior para servir uma última função para a humanidade. As especificidades de como o que aconteceu nunca será revelado, e talvez seja exatamente isso que faz de Battlestar Galactica  uma série tão inteligente e intrigante.

Fonte Principal

5 1 voto
Gostou do Post?
- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários