Nostalgia pura. Como arrumei um SNES (para ser tão feliz quanto na adolescência)

0
Snes - Mario e seu mundo maluco

Tenho uma historinha pra contar, antes de ir pro que interessa, os jogos.

Eu fui um felizardo por viver a chamada “era de ouro” dos videogames e ainda por cima a oportunidade de ter possuído os dois grandes guerreiros desta época. Os consoles Mega Drive da SEGA e o Super Nintendo.(nos bastidores era uma guerra, recomendo o excelente livro Console Wars para saber mais). Mas aqui vamos falar deste último. O SNES era o queridinho das locadoras .

“um lugar onde se ia para alugar os cartuchos dos jogos e eventualmente jogar, nada de nuvem meninada”.

Jogos como TOPGEAR, Super Bomberman, Donkey Kong, Star Fox, F-Zero, Mario Kart, Rock ‘n Roll Racing entre outros faziam a alegria dos jovens e eram disputados para o aluguel. Tinha também a possibilidade de você pegar um cartucho com um amigo ou então ir jogar na casa de alguém. Os jogos do SNES, em comparação com os do mega drive, tinham um conteúdo mais família. O console possuía um hardware mais novo. Tinha a capacidade de usar mais cores, um chip sonoro mais apurado, a tecnologia MOD7 (uma técnica de rotação de sprits) e um joystick repleto de botões.

O tempo passou, surgiram outros consoles já com a visão 3D e o PC com as poderosas placas gráficas, mas passei a querer reviver esta época maravilhosa dos games.
Sei da possibilidade de transformar um Raspberry Pi em uma central de videogames retrô que você pode colocar na sala e plugar na TV.

Mas eu como um velho paia que sou, queria algum dia jogar no original e ainda por cima em uma TV de tubo.

Já estava desistindo pois não queria gastar o que estão pedindo nos mercados ai pela internet para compra do SNES original. Eis que ao mudar de trabalho, conheço um colega que durante uma conversa sobre videogames, me revelou que poderia ter o SNES guardado. Para minha alegria ele ainda tinha. Entretanto, a fonte do aparelho estava quebrada e tive uma pequena saga para consegui-la. Mas por fim, arrumei com um outro amigo a famigerada fonte e de quebra, outras fitas de SNES.

 

 

Nostalgia pura. Como arrumei um SNES (para ser tão feliz quanto na adolescência) 1
Console e TV de tubo

Os cartuchos que consegui não são necessariamente, os que mais gosto de SNES, mas com certeza estão entre o rol dos campeões. Vou falar sobre alguns deles.

Super Mario World

Nostalgia pura. Como arrumei um SNES (para ser tão feliz quanto na adolescência) 2

Ele é o Titãs do Super Nintendo. Certeza que você deve ter uma cópia dele jogado aí pela sua casa e só não sabe. Mas, além do fato de que ele vinha na caixa brasileira do SNES, ele é, sim, um jogo excelente e memorável.

Top Gear

No Brasil, a música de abertura do primeiro Top Gear é um artefato cultural. Quem não lembra? O jogo em si nunca foi grande no exterior, mas por aqui, é um clássico regional. Há quem prefira o segundo, há quem prefira o terceiro, chamado Top Gear 3000.

Donkey Kong 3

Nostalgia pura. Como arrumei um SNES (para ser tão feliz quanto na adolescência) 3

 

Donkey Kong levou o SNES a um outro nível gráfico, com renders que eram coisa de alienígena em um videogame de 16 bits.

Ninguém nem acreditava quando via. o jogo em si é fantástico e divertido demais. Não vale dizer que jogou sem ter zerado com 101%. E, sim, os outros dois também valem cada minuto de jogo.

Aladdin
aladdin para snes
aladdin para snes

Todo mundo já jogou esse. Baseado na animação da Disney, é um joguinho de aventura sidescroller bem simples, mas bonito, não muito difícil e rápido de terminar. Bom pra uma daquelas tardes que você resolveu procrastinar e quer ter a sensação de que completou algo.
Mas o do mega drive, na minha opinião, é melhor. Aladdin mata seus inimigos com uma espada (cimitarra), e falando em Aladdin, esquevi uma crítica do filme live-action aqui.

Finalizando, bons momentos vividos e um pouco relembrados.

snes
snes o notável

 

 

0 0 voto
Gostou do Post?
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários