[Crítica] Fome Animal, o filme gore um tanto desconhecido do diretor de Senhor dos Anéis, Peter Jackson.

3

Antes explicando para quem não sabe o gênero Gore/Trash se refere a filmes de terror com muito sangue, vísceras, pus, exageros, mulheres gritando, violência e humor negro. Um gênero com tantos quesitos estranhos acaba se tornando engraçado. Fome Animal não é diferente, toda a essência do gore está presente no filme.

Peter Jackson mais conhecido por dirigir a trilogia O Senhor dos Anéis no cinema, já conhecia bem o gênero antes de fazer Fome Animal. Em entrevistas, o diretor declarou ser fã de filmes com monstros quando pequeno. Mais tarde ele resolveu dirigir um filme do gênero, chamado Bad Taste, que logo virou um clássico. Este filme feito com um orçamento menor, provou que Jackson tinha muita criatividade e vontade. Assim em Fome Animal de 1992, ele elevou a “brincadeira” a outro nível.

Os anos 90 foram recheados de clássicos gore. Como exemplo podemos citar O Despertar dos Mortos (de George Romero), Re-Animator (de Stuart Gordon), e até mesmo The Evil Dead (a auto proclamada “Experiência Definitiva em Horror Repulsivo” de Sam Raimi). Mesmo assim Peter Jackson ousou fazer mais um filme neste estilo.

Um resumo da história de Fome Animal (Sem Spoilers). Lionel (Timoty Balme), homem que mora com a mãe controladora e que um dia marca um encontro com uma moça no zoológico. A mãe querendo impedir que o filho ganhe uma namorada segue o casal. Mas é mordida pelo Macaco Rato da Sumatra (sim, é isso mesmo ;D). Que possui uma mordida mortal chamada Sengaya. A mãe de Lionel acaba adoecendo, e morre. Mas volta como um zumbi, causando sérios problemas na cidade de Lionel.

[Crítica] Fome Animal, o filme gore um tanto desconhecido do diretor de Senhor dos Anéis, Peter Jackson. 1
Meu deus kkkkk!

Pela sinopse já podemos perceber que Fome Animal não é propriamente um filme de terror. Há muito humor no filme. Muito mesmo. Tanto pelas situações (cara a mulher foi mordida por um Macaco Rato da Sumatra), quanto por certos diálogos que o filme possui (o melhor deles na opinião do blog “I kick-ass for the Lord!!” diz um padre lutador de Kung Fu). (Aqui abro um parêntesis para agradecer a um grande amigo, Rodolpho, por me apresentar esta grande obra, momentos de risos juntos que nunca vou esquecer).

[Crítica] Fome Animal, o filme gore um tanto desconhecido do diretor de Senhor dos Anéis, Peter Jackson. 2
Cena do parquinho. só falo isso kkkkk.

Entretanto já digo, o filme não é feito para todos os públicos. Há cenas muito nojentas, violentas, até mesmo de mal gosto. Por isso pessoas que não possuem estômago não devem ver o filme. Já para os fãs de terror, ficção cientifica, filmes violentos,exagerados, nojentos (fãs de Planeta Terror, O Vingador do Futuro, Madrugada dos Mortos por exemplo) um aviso para vocês: Este é o filme perfeito para vocês!

Fome Animal é um filme recheado de cenas magistrais. Algumas que posso citar sem dar muitos detalhes é quando a mãe de Lionel é mordida, o jantar com os zumbis (a cena mais nojenta), Lionel matando dezenas de zumbis com um cortador de grama (pesquisei na internet e descobri que a cena exigiu 300 litros de sangue falso. Para se ter uma ideia, um filme de terror usa essa quantidade no filme todo, e não em uma única cena!), o beijo dos zumbis, o bebe partindo o rosto de uma mulher, e finalmente minha cena favorita do filme: O padre lutador de kung fu.

[Crítica] Fome Animal, o filme gore um tanto desconhecido do diretor de Senhor dos Anéis, Peter Jackson. 3
The best priest ever….kkkkkkkk

Fome Animal se tornou um clássico e até um filme muito importante para o cinema. Porque após os produtores da New Line Cinema verem o quão apaixonado e dedicado Peter Jackson era como diretor, ofereceram a ele o cargo para a direção da Trilogia O Senhor dos Anéis. Depois você sabe o que aconteceu. O cara simplesmente criou uma das obras primas do cinema.

Tudo isso devido aos seus filmes trash, Bad Taste e Fome Animal. Filmes que não tinham um apelo com o grande público, mas que foi importante na história do cinema. Por criar a oportunidade para a descoberta de uma mente criativa. Vejam aqui na minha crítica do filme “A Vastidão da Noite” o que filmes de baixo orçamento podem criar. E tem outra. Qualquer um que questionar isso que escrevi, terá o traseiro chutado por um padre lutador de kung fu.

Emfim foi um dos filmes mais bizarros que eu já vi. Com um humor negro de qualidade, Peter Jackson mostra porque entrou para a história como um dos melhores diretores de cinema.

[Crítica] Fome Animal, o filme gore um tanto desconhecido do diretor de Senhor dos Anéis, Peter Jackson. 4
Virjão com cara de bobo!
5 2 votos
Gostou do Post?
Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Rodolpho Becker

O Marcão! Esse sim foi um Review raiz de um filme maravilhoso da nossa grande industria cinematográfica! Lembro de quando era pequeno morria de medo do macaco rato da Sumatra, mas hje eu vejo ele e o resto do filme e quase morro de rir! Valeu demais pelo Review, tocou no coração! I kick ass…FOR THE LORD

João Fagner

O cara teve a manha ao fazer essa crítica, um filme animal … old school raiz.

Gore do gore.