Por que Darth Vader é tão diferente de Anakin Skywalker?

A queda de Anakin para o lado negro molda os primeiros capítulos de Star Wars. Ele sempre carregou sementes de Vader, mas uma qualidade define suas diferenças.

Por que Darth Vader é tão diferente de Anakin Skywalker? Darth Vader e Anakin Skywalker são opostos polares de várias maneiras, o que sempre foi o ponto. Star Wars enfatiza a capacidade de seus personagens tanto para o bem quanto para o mal e como suas escolhas informam onde eles estão. A queda de Anakin é tão poderosa porque é tão extrema. O famoso pôster inicial de Star Wars: Episódio I A Ameaça Fantasma fala muito simplesmente ao anexar a sombra de Vader ao doce Anakin de nove anos.

Não é de admirar, então, que sejam necessários três filmes completos para mostrar como ele pode se tornar uma pessoa tão diferente, ampliada por sete temporadas de Star Wars: The Clone Wars. Mesmo depois de tudo isso, as pessoas ainda se perguntam por que os dois são tão opostos e como a raiva de Vader pode existir na mesma alma que o amor e a compaixão de Anakin. Entender a diferença é a chave para entender o próprio Star Wars.

A queda de Anakin para o lado sombrio está inextricavelmente ligada à grande revelação em Star Wars: Episódio V – O Império Contra-Ataca, e a impossibilidade percebida de que Vader poderia realmente ser o pai de Luke. As prequelas essencialmente se propõem a demonstrar como isso poderia acontecer, com o jovem Anakin retratado como tudo que um Jedi deveria ser. Seu status como o Escolhido – ainda assunto de debate entre os fãs de Star Wars – dá a ele um enorme potencial, que ele sinceramente deseja usar para beneficiar toda a galáxia.

Até certo ponto, esse desejo de fazer o bem é exatamente o que causa sua queda. Ele não pode deixar seus entes queridos irem: principalmente sua mãe em Star Wars: Episódio II Ataque dos Clones e, mais tarde, Padmé em Star Wars: Episódio III A Vingança dos Sith. Isso gera uma necessidade de controle, alimentada pelo medo de perder as pessoas mais próximas a ele e uma arrogância que se instala quando ele começa a dominar adequadamente seus poderes.

Quando frustrado ou diante de uma situação que não consegue superar, ele fica com raiva. No final das contas, sua fúria o domina, graças a uma combinação da influência de Palpatine, a indiferença do Jedi e sua própria falta de vontade de reconhecer suas deficiências. Vader estava sempre à espreita nos cantos mais escuros da alma de Anakin até que ele permitiu que sua raiva e dor o trouxessem para fora.

Há uma qualidade que distingue os dois lados da alma de Anakin em Star Wars. Como um Jedi, ele faria qualquer coisa por aqueles próximos a ele: não apenas Padmé, mas também figuras como Ahsoka e Obi-Wan. Mesmo em sua forma mais monstruosa – como quando ele mata os filhotes no Templo durante A Vingança dos Sith ele age para proteger as pessoas de quem gosta (neste caso, Padmé).

Os eventos das prequels e The Clone Wars lentamente afastam aqueles entes queridos dele. Parte disso é o destino (a morte de sua mãe), parte da rigidez dos Jedi (a saída de Ahsoka da Ordem) e parte dele (a morte de Padmé e sua batalha com Obi-Wan). Independentemente disso, isso o deixa totalmente sozinho no final de A vingança dos Sith, com todas as pessoas que ele amou mortas ou permanentemente afastadas.

https://youtu.be/ZHcW9VY6sG0

Sem ninguém por quem lutar ou proteger, tudo o que ele tem é sua amargura e raiva. Isso deixa uma galáxia inteira como vítimas em potencial e o agora caído Vader poderoso o suficiente para satisfazer seus instintos mais sombrios sempre que desejar. Ele simplesmente não se importa mais. Tendo vendido sua alma para proteger as pessoas de quem gosta apenas para vê-los morrer de qualquer maneira ele não está inclinado a correr o risco de investimento emocional nunca mais. Isso não para até que seu filho Luke chegue e o lembrasse do que significa se importar com alguém próximo.

Isso está de acordo com o modus operandi de seu mestre e, de fato, com muitos relacionamentos abusivos da vida real também. Ao longo das prequelas de Star Wars, Palpatine lentamente isola Anakin de todos os outros em sua vida manipulando-o para afastá-los em alguns casos até que ele pertença apenas ao lado negro.

As grandes diferenças falam não apenas da capacidade de Anakin para o mal, mas do quanto ele depende de pessoas como Padmé e Obi-Wan para mantê-lo na luz. Sem eles, seu senso de identidade se desintegra até que não reste nada além da dor. As vastas diferenças são um sinal de sua tragédia e, em última análise, também de sua redenção.

 

Fonte: CBR

Deixe seu comentário