Mortal Kombat teve um processo secreto para decidir quais personagens cortar

O elenco de Mortal Kombat muda o tempo todo, mas John Tobias revelou que o ônus de quem ia e vinha secretamente pertencia aos entusiastas dos fliperamas de Chicago.

0
Mortal Kombat teve um processo secreto para decidir quais personagens cortar
Mortal Kombat teve um processo secreto para decidir quais personagens cortar
- Advertisement -

Mortal Kombat teve um processo secreto para decidir quais personagens cortar. Em seu apogeu dos fliperamas, Mortal Kombat girava em torno de segredos. Os jogadores vasculharam os jogos em busca de conteúdo oculto, como personagens e fatalidades. Apesar de toda essa escavação, há um código que os jogadores nunca descobriram, mas que teria mudado radicalmente a compreensão de muitas das decisões de Mortal Kombat.

O co-criador de Mortal Kombat, John Tobias, estava no Twitter discutindo recentemente um rumor de longa data sobre a ausência de Johnny Cage do Mortal Kombat 3. O que começou como um simples tópico discutindo um rumor de longa data que o popular personagem de MK se transformou em um mergulho profundo sobre o porquê os favoritos dos fãs não voltaram para Mortal Kombat II.

A luta de Mortal Kombat com as limitações de memória está bem documentada, pois foram elas que levaram ao elenco rotativo de ninjas multicoloridos, marca registrada da série. Tobias explicou que as omissões de personagens nos primeiros dias de Mortal Kombat foram necessárias por causa dessas limitações de memória, não quaisquer movimentos de bastidores por parte de seu elenco. Para acomodar os novos personagens que eles queriam adicionar a Mortal Kombat II, como os pilares da série Jax e Kitana, parte do elenco original teve que ir.

Tobias explicou que os primeiros cortes da série foram decididos por auditorias de seleção de personagens adicionadas às máquinas originais do Mortal Kombat. Tobias e o co-criador Ed Boon realmente esconderam um “código de auditoria” que poderia ser inserido na tela do modo de atração do arcade, permitindo que eles vissem rapidamente com que frequência os personagens eram selecionados. Tobias afirmou que Boon adquiriu o hábito de verificar os números de auditoria sempre que encontravam uma máquina MK “na selva” e observando quem eram os personagens mais jogados.

Sonya Blade e Kano foram os personagens menos interpretados no Mortal Kombat original, pelo menos na área de Chicago onde a sede da Midway estava localizada. Eles foram cortados da lista de jogadores do MK II, embora possam ser vistos como prisioneiros de Shao Kahn na arena do tirano. Foi uma experiência de aprendizado para a profundidade da franquia, também, já que os desenvolvedores ficaram surpresos ao saber dessas omissões que os jogadores já haviam se tornado “emocionalmente ligados” a seus personagens favoritos.

 

A demanda dos fãs ajudou a trazer Sonya e Kano de volta para Mortal Kombat 3, mas desta vez Cage não foi escolhido porque foi o personagem menos selecionado em MK II. Isso levou a um antigo boato de que Cage foi eliminado porque o ator que o interpretou, Daniel Pesina, apareceu em outro jogo. Ainda outro boato afirma que foi porque Pesina apareceu como Cage em um anúncio impresso para o candidato a concorrente Bloodstorm. Essas histórias costumam se confundir com uma época em que Pesina estava processando Midway pelo uso de sua imagem em portos MK.

Baraka com o punho de navalha e o deus do trovão Raiden também foram eliminados da lista porque estavam entre os três últimos personagens selecionados no MK II. MK 3 continua sendo o único jogo da série a não apresentar Raiden. Tobias também esclareceu a decisão de manter Scorpion, Kitana e Mileena fora do MK 3 original, afirmando que esse sempre foi o plano. Eles foram retidos para Ultimate Mortal Kombat 3, lançado como uma atualização gratuita para o MK 3 oferecido aos operadores de arcade como uma compensação, já que o lançamento do console doméstico do MK 3 estava tão perto do lançamento do arcade. Cage, Raiden e o resto do elenco voltariam para a Trilogia Mortal Kombat, embora Cage fosse interpretado por um novo ator, Chris Alexander. O primeiro jogo MK especificamente para consoles e PC, Trilogy não precisava lidar com as limitações de memória dos jogos de arcade e poderia incluir quem eles quisessem.

Tobias se desculpou com os fãs pela “montanha-russa” que era a tradição inicial de MK, que tinha que levar em conta os personagens saindo e retornando à série de jogo para jogo. Ele descaradamente aponta que os jogadores do Chicagoland MK da época têm alguma responsabilidade por quem conseguiu entrar nos jogos. Como Tobias coloca, eles foram “os verdadeiros decisores de quem viveu e quem morreu” nos primeiros dias de Mortal Kombat.

0 0 votos
Gostou do Post?
- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários