J.K. Rowling Afirma Estar Disposta a Cumprir Dois Anos de Prisão por Comentários Transfóbicos

J.K. Rowling, a autora britânica e filantropa que ganhou fama mundial com a série de livros Harry Potter, voltou a ser o centro das atenções devido a seus comentários relacionados à comunidade transgênero. A autora, que já havia enfrentado críticas em junho de 2020 por suas opiniões, reacendeu a controvérsia com novas declarações.

Comentários Polêmicos

Em junho de 2020, Rowling fez um tweet questionando o uso do termo “pessoas que menstruam” em vez de “mulheres”. Ela argumentou que negar a realidade biológica do sexo apaga a experiência vivida das mulheres e não é uma forma de ódio falar a verdade.

Repercussão e Críticas

Apesar de tentar esclarecer suas opiniões em posts subsequentes e em seu site oficial, Rowling enfrentou uma onda de críticas, inclusive de atores que trabalharam nas adaptações cinematográficas de Harry Potter.

Novo Capítulo da Controvérsia

Recentemente, em resposta a um relatório do The Daily Mail, Rowling afirmou que estaria disposta a ser condenada a até dois anos de prisão se a alternativa fosse a negação forçada da realidade e importância do sexo biológico. “Tragam o caso judicial, eu digo. Será mais divertido do que eu já tive em um tapete vermelho”, escreveu ela em uma postagem.

A resposta de Rowling à postagem reavivou a polêmica que começou em resposta aos comentários que ela fez em 2020.

“Ficarei feliz em cumprir dois anos se a alternativa for o discurso forçado e a negação forçada da realidade e da importância do sexo”, escreveu Rowling em um post datado de 17 de outubro no X , antigo Twitter.

Seu comentário foi uma resposta a outro usuário do X, que sugeriu que Rowling poderia receber uma sentença de prisão por compartilhar seus pontos de vista.

 

 

Fonte: disneydining

Deixe seu comentário