[Crítica] The Mandalorian – Temporada 2 – Episodio 15: The Believer

Um episodio que prepara para o fim da temporada.

0
- Advertisement -

• Cuidado, há spoilers.

Leia a crítica do episódio 9 aqui.

Leia a crítica do episódio 10 e 11 aqui.

Leia a crítica do episódio 12 aqui.

Leia a crítica do episódio 13 aqui.

Leia a crítica do episódio 14 aqui.

Após Mando pedir sua ajuda, Cara Dune usa suas novas credenciais como Xerife da Nova República para transferir Mayfeld da prisão para sua custódia. Como um ex-imperial, ele concorda em ajudar a localizar o cruzador de Moff Gideon, mas precisa de acesso a um terminal interno para fazer isso.

Ele sugere um centro secreto de mineração Imperial em Morak. No planeta, Mayfeld e Mandalorian sequestram um transporte que carregava o explosivo mineral rhydonium, e eles conseguem chegar à instalação de mineração apesar dos ataques de piratas locais. Eles obtêm as coordenadas de Gideon do terminal, mas o Mandaloriano é forçado a remover seu capacete pela primeira vez desde que fez seu juramento Mandaloriano.

[Crítica] The Mandalorian – Temporada 2 - Episodio 15: The Believer 1

Os dois são confrontados pelo antigo comandante imperial de Mayfeld, que Mayfield mata quando se regozija com as atrocidades que o Império cometeu na Operação Cinder. A dupla foge das instalações com a ajuda de Fennec, Dune e Fett. Dune decide deixar Mayfeld ir. O Mandaloriano envia a Gideon uma transmissão avisando que ele está vindo atrás de Grogu, parafraseando um discurso semelhante que Gideon havia dado a ele anteriormente.

Se alguém tinha alguma dúvida que o Bebê Yoda é muito mais do que apenas uma missão para Mando, The Believer vem para afastá-la completamente. Fica claro neste episódio  que Mando o tem como um filho pois até aqui, este se recusava tirar seu capacete diante de qualquer outro ser vivo. Mesmo que já tenhamos visto o rosto de Pedro Pascal antes, as circunstâncias foram bem diferentes, já que ele não só estava ferido, como o personagem que o vê sem máscara foi IG-11 na versão babá, um robô.

O seu sacrifício em vestir a roupagem de um Stormtrooper e, depois, retirando o capacete para ter seu rosto escaneado. Assim o título do episódio é uma clara referencia não só a quebra do credo por Mando em razão de algo mais importante para ele, como também à vingança de Mayfeld, que fora um participante do Império, e que foi marcado ao ver seus colegas sendo dizimados por um capricho do Imperador e, claro, ao vilanesco Valin Hess, vivido por Richard Brake, ainda um crente de que o que o Império faz nada mais é que trazer ordem à galáxia.

[Crítica] The Mandalorian – Temporada 2 - Episodio 15: The Believer 2

Se ver o rosto de Pascal é uma raridade e espero que continue assim, talvez mais raro ainda seja ter um episódio sem o Bebê Yoda. Acho que estávamos precisando descobrir se The Mandalorian funciona sem a criaturinha verde e a resposta, felizmente, é positiva. Outra coisa foi a rápida restauração da armadura de Boba Fett, que não chega a atrapalhar, mas incomoda por não ter uma rápida explicação pelo menos, pois a mesma é feita de Beskar. Assim The Believer foi uma uma grande preparação para o fim da temporada, deixando claro que Mando está disposto a qualquer coisa para recuperar o Bebê Yoda.

[Crítica] The Mandalorian – Temporada 2 - Episodio 15: The Believer 3

 

5 1 voto
Gostou do Post?
- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários