O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas

Do próprio Anel ao machado de Gimli, quais são as armas mais famosas, mais importantes e melhores em O Senhor dos Anéis e O Hobbit?

0
O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas
O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas
- Advertisement -

Os personagens de JRR Tolkien são uma grande atração e ajudaram a tornar os romances O Hobbit e o Senhor dos Anéis (e filmes subsequentes) o que são hoje. No entanto, existem outros elementos que ajudam a criar uma história memorável, incluindo temas literários, locais e, claro, armas.

Tanto O Hobbit quanto O Senhor dos Anéis têm algumas armas memoráveis, muitas das quais se tornaram ícones do universo de Tolkien. Como tudo que ele criou, Tolkien deu à maioria desses itens uma história de fundo para dar corpo ao seu significado histórico. Essas são as armas que definiram as duas franquias.

10 – Machado De Gimli

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 1

Gimli é bem conhecido por seu amor por machados, e ele usa vários deles na série. Anões são especialistas quando se trata de balançar machados, especialmente em batalha, e Gimli não é exceção. Na verdade, pode-se argumentar que ele está um pouco acima da maioria dos outros anões.

O público não familiarizado com os livros de Tolkien teve sua primeira impressão do amor de Gimli pelo machado durante a cena do Conselho de Elrond em A Sociedade do Anel. Quando os guerreiros dos vários reinos prometeram suas armas para proteger Frodo em sua jornada para Mordor, Gimli foi o último a gritar com sua assinatura “… e meu machado!” O resto é história.

9 – Arco Do Galadhrim

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 2

Legolas usou vários arcos nas trilogias de filmes O Hobbit e O Senhor dos Anéis , mas o Arco dos Galadhrim foi uma atualização definitiva de sua arma anterior. Ele o recebe logo após a Sociedade entrar mancando nos domínios da Senhora Élfica Galadriel e passar a noite. No dia seguinte, ela os presenteia com uma seleção de itens para ajudá-los em sua jornada.

Legolas recebe este novo arco de Galadriel, cuja corda é tecida com seu próprio cabelo. Isso iria ajudá-lo nas batalhas que ainda estavam por vir, incluindo o cerco culminante em Minas Tirith e a queda das forças de Sauron. O arco é extremamente icônico nos filmes, visto que Legolas o usou para participar de todas as principais batalhas em As Duas Torres e O Retorno do Rei, geralmente durante cenas de ação espetaculares mostrando suas proezas no arco e flecha.

8 – Nenya

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 3

Pode parecer um anel simples, mas há mais em Nenya do que aparenta. Galadriel empunha este anel e o usou para manter a beleza de Lothlórien antes que a destruição do Um Anel tornasse seu poder inútil. Da mesma forma, também pode ter mantido seus próprios poderes.

Galadriel é um membro dos Noldor, uma raça incrivelmente poderosa responsável pela criação das pedras do palantír e dos Anéis de Poder (sob as maquinações de Sauron). O anel é icônico devido à sua introdução na versão estendida da Fellowship of the Ring. Aqui, a exibição do anel dá uma exposição extra quanto às responsabilidades de qualquer portador do anel, que se perdeu no corte teatral.

7 – Cajado De Saruman

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 4

Saruman já foi considerado o mais sábio e poderoso da ordem dos magos, e ele certamente demonstrou isso no primeiro filme O Senhor dos Anéis. Ele não apenas foi capaz de capturar e quase matar Gandalf, mas também usou sua destreza mágica para conduzir com sucesso a Sociedade para as minas de Moria, onde Gandalf caiu nas mãos do Balrog.

O debate ainda persiste sobre se o cajado de um mago realmente aumenta ou concentra seu poder, ou se é simplesmente um “distintivo de cargo”. Apesar de tudo, a equipe de Saruman é uma das mais reconhecidas nos filmes, especialmente porque tem uma forma semelhante à sua amada torre, Orthanc, a fortaleza a partir da qual ele opera. Ela permanece uma arma icônica em ambas as trilogias de filmes, antes de ser destruída pelo poder de Gandalf na Edição Estendida de O Retorno do Rei.

6 – Lâmina Morgul

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 5

A lâmina de Morgul pode parecer uma adaga normal ligeiramente suja, mas há uma malevolência em ação ali que deve assustar até o guerreiro mais forte. Frodo é esfaqueado com uma dessas lâminas quando os Hobbits fugiram para o Topo do Vento para evitar o temido Nazgûl.

A partir daí, ele começou a deslizar para a escuridão enquanto o veneno da lâmina se infiltrava por seu corpo. Se não fosse pela intervenção oportuna de Elrond de Valfenda, a busca de Frodo teria chegado a um fim abrupto. Mesmo depois que o perigo passou, Frodo suportou o ferimento da lâmina maligna, que nunca cicatrizou totalmente. Isso é o que torna esta lâmina tão icônica para o público que teme assistir novamente aquela cena negra.

5 – Glamdring

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 6

Gandalf, o Cinzento, adquiriu esta espada popular ao mesmo tempo que Thorin Escudo de Carvalho encontrou Orcrist. Ambas as lâminas foram feitas pelos melhores ferreiros élficos, e eles tinham visto muita ação na guerra. Glamdring era uma espada fina, mas imponente, que se encaixava muito bem na personalidade de Gandalf.

Ele mais tarde o usaria em uma variedade de batalhas, incluindo seu duelo mais famoso com o horrível Balrog de Morgoth. Foi essa lâmina que desferiu o golpe mortal final, enviando o Balrog para a morte na encosta de um pico nevado de uma montanha. Poucas espadas são tão icônicas como esta, e isso ajudou a mostrar que Gandalf era mais do que apenas um velho mago com um cajado e alguns truques mágicos na manga.

4 – Ferroada

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 7

Ferroada é talvez a espada mais icônica de todos os filmes Hobbit e O Senhor dos Anéis. Ele tem essa honra particular devido à sua lâmina característica, que brilha em azul sempre que os orcs estão por perto. Este sistema de alerta precoce não é apenas útil, mas muito legal ao mesmo tempo.

A espada nunca foi feita para ser empunhada como tal por um ser maior, mas nas mãos de um Hobbit, ela era perfeita. Ele matou as aranhas da Floresta das Trevas, derrubou orcs e goblins em seus rastros e desferiu um golpe doloroso e paralisante na monstruosidade mais horrível de todas – Laracna.

3 – Orcrist

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 8

Uma das lâminas de aparência mais legal de toda a saga é, sem dúvida, Orcrist, o chamado “cutelo Goblin”. Feito por ferreiros élficos de conhecimento e habilidade incomparáveis, Orcrist foi perfeitamente moldado para ser o mais excepcional e confiável possível em tempos de guerra.

A lâmina é icônica principalmente devido ao homem que a empunhava. Thorin Escudo de Carvalho não gostava muito dos Elfos, e ele achou a lâmina desagradável no início, até que Gandalf recomendou que ele a mantivesse. A partir daí, tornou-se sua arma característica, e uma que desferiria um golpe mortal contra seu inimigo, Azog, o Profanador. Isso por si só o torna icônico e irônico, dado quem o criou.

2 – Narsil / Andúril

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 9

Essas duas espadas são efetivamente uma e a mesma. A primeira iteração era conhecida como Narsil, que foi usada em batalha por Elendil contra as forças de Sauron na Segunda Era. Quando ele caiu, seu filho Isildur agarrou a lâmina quebrada e cortou o Um Anel da mão de Sauron, encerrando sua campanha de terror.

As peças de Narsil foram mantidas como uma relíquia em Valfenda, em frente a um grande mural assustador que descreve a batalha final. Quando Sauron reapareceu, Elrond mandou seus ferreiros refazerem os pedaços quebrados da lâmina em Andúril, e a passou para Aragorn para a batalha final contra as forças de Mordor. Poucas das armas em qualquer trilogia são instantaneamente reconhecíveis e icônicas como esta.

1 – O Um Anel

O Senhor dos Anéis & O Hobbit: As 10 Armas Mais Icônicas 10

Pode parecer um simples anel de ouro a olho nu, mas contém a soma de um mal tão grande que o mundo inteiro estremece em sua presença. O Um Anel foi uma arma forjada por Sauron para dominar as vontades das nações da Terra Média; uma parte integrante de seu plano para derrotar seus inimigos de dentro.

Além disso, o Um Anel continha o grande poder de Sauron, que ele canalizou na bugiganga. Quando seu corpo foi destruído, seu espírito viveu, permanentemente ligado ao Anel. Nenhuma espada, arco ou machado poderia esperar igualar o poder desta arma icônica, e se tornou um fenômeno da cultura pop mainstream para uma geração inteira de fãs de fantasia.

Fonte Principal

0 0 votos
Gostou do Post?
- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários