[Crítica] O Milagre da cela 7 – Um filme emocionante que ensina sobre o amor verdadeiro

0
O Milagre na Cela 7
O Milagre na Cela 7

O filme turco O milagre da cela 7 em sua língua nativa foi lançado em 2019 e conta a história do relacionamento entre uma jovem garota chamada Ova e seu pai Memo, que tem um distúrbio cognitivo. A dupla vive feliz até que Memo é injustamente acusado de matar a filha de um oficial militar de alto escalão.

Vale ressaltar que o filme é um remake do popular filme sul-coreano de 2013 com o mesmo nome. O popular filme também foi adaptado e lançado nas Filipinas, Indonésia e Índia.

7 Kogustaki Mucize (O milagre da cela 7) Original
7 Kogustaki Mucize (O milagre da cela 7) Original

Mas vamos falar aqui da versão Turca que esta dando o que falar no Brasil. Devido a quarentena nos Brasileiros estamos passando muito tempo em casa, e com isso estamos utilizando muito os serviços de streaming, e descobrindo alguns filmes que antes passaram despercebidos que é o caso de O milagre da cela 7.

Nossos personagens principais são uma garotinha, Ova (Nisa Sofiya Aksongur) seu pai, Memo (Aras Bulut Iynemli), um pastor de ovelhas e a avó, Fatma (Celile Toyon Uysal). Memo pai de Ova, tem um distúrbio cognitivo sem nome, tem a mesma idade que Ova mentalmente. A mãe de Ova está morta e os dois moram em uma pequena casa com a avó de Memo.

O Milagre ba cela 7 - Ova (Nisa Sofiya Aksongur), Memo (Aras Bulut Iynemli) e Fatma (Celile Toyon Uysal)
O Milagre ba cela 7 – Ova (Nisa Sofiya Aksongur), Memo (Aras Bulut Iynemli) e Fatma (Celile Toyon Uysal)

Apesar da desvantagem de Memo, a família vive uma vida bastante normal. Como qualquer pai que tenta fazer sua filha feliz, Memo quer comprar a Ova a “mochila Heidi”, que Ova admira na vitrine de uma loja. No entanto, outra garotinha chamada Seda pega a mochila primeiro. Alguns dias depois, Seda está do lado de fora brincando com suas amigas e elas se deparam com Memo. Seda provoca Memo sobre a mochila e o leva a falésias. Ela sobe na beirada e não escuta quando Memo chama em aviso. Ela escorrega, bate a cabeça em uma pedra e morre. Os pais de Seda incluindo seu pai, que é um oficial militar de alta patente a encontram nos braços de Memo e culpa Memo por sua morte, ele é coagido a assinar uma confissão e enviado à prisão.

Acredito que nesse momento 99% das pessoas que estão assistindo já gastaram muitos lenços de papel.

Quando Memo é preso, ele grita de volta para Ova que: “O gigante de um olho só viu”. Aprendemos por flashback que o “gigante de um olho” é uma rocha perto do local onde Seda escorregou. Acontece que este também é o local que o desertor do exército decidiu fazer seu esconderijo. Ova descobre o desertor quando ela investiga, e o desertor diz a ela que ele viu Seda escorregar e cair. No entanto, quando Ova retorna com sua bisavó, o desertor do exército se foi. Ova insiste que ele retornará, senta-se para esperar por ele. Ova fica obcecado em ver o desertor novamente e começa a pular a escola para esperar por ele. A professora de Ova promete que, se ela for à escola, ajudará a conseguir um advogado para ajudá-la a visitar o pai.

No decorrer do filme é impossível você não se apegar aos personagens principais, pois a todo momento a relação entre pai e filha é trabalhada de uma forma tão meticulosa e carinhosa, que o telespectador cria empatia na relação e a todo momento torce para que tudo se resolva.

Memo e Ova
Memo e Ova

Como a fama do crime começa a ser relatado entre os diretores e soldados, a recepção de Memo na prisão é de forma hostil, sendo espancado, maltratado e até mesmo esfaqueado. Mas devido a alguns acontecimentos dentro da prisão, os outros prisioneiros percebem que Memo é deficiente mental, e começam a acreditar que veredito da acusação é injusto.

memo é inocente.

A partir desse ponto o filme começa a nos dar um nó na garganta de que o pior esta por vir, pois Memo é considerado culpado de assassinato e sentenciado à morte. Os presos elaboram um plano para ele ver sua filha antes de ser enforcado. Askorozlu (Ilker Aksum), um ex-membro da máfia de algum tipo, coloca seus homens do lado de fora esgueirando Ova para a cela da prisão, e nesse encontro os presos também tem a confirmação da inocência de Memo.

Ova conta ao diretor da prisão sobre a testemunha. O diretor investiga seu esconderijo e encontra sua arma. O diretor decide que eles precisam encontrar esse desertor, em nome da justiça para Memo. Eles o encontram, mas quando trazem a testemunha para o pai de Seda, ele atira na cabeça dele e afirma que o desertor tentou escapar. Sem testemunha, a ordem para enforcar Memo ainda permanece.

Como termina o milagre na cela  7?
O que é o milagre no final turco da cela 7?

Hora do flashback! Acontece que, dois dias antes, Askorozlu conspirou com o diretor em um plano para salvar Memo. Um prisioneiro chamado Yusuf Aga, que perdeu sua própria filha de uma maneira que ele acredita ter sido culpa dele, decidiu morrer no lugar de Memo. Ele acredita que sua vida é de menor valor porque, sem a bisavó, Ova não teria guardião com o pai fora. Yusuf Aga instrui o diretor a entregar a Ova sua caixa de fósforos de metal como lembrança.

Ova e Yusuf
Ova e Yusuf

Os guardas trocam Memo por Yusuf Aga no último minuto. Os homens de Askorozlu do lado de fora( os mesmos, que levaram Ova para a prisão para visitar o pai) sofrem um acidente de carro para impedir que o pai de Seda participe da execução. Yusuf Aga é enforcado e morto.

Pai e filha se reúnem e, em seguida, o diretor os envia para um barco com uma reportagem de capa sobre como fugir do país para escapar da violência policial, eles vão começar uma nova vida em outro país.

SIM O FILME EMOCIONA

É um filme que te leva a emocionar em diversos momentos, e causar apreensão até o final do ultimo arco mas com o final bem interessante e bonito. Recomendo como um ótimo drama que nos faz pensar no verdadeiro significado do amor.

0 0 voto
Gostou do Post?
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários