Tunche é um jogo Beat’em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer [Review]

Cuidado com a preguiça, senão ela vai te pegar.

0
Tunche é um jogo Beat'em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer
Tunche é um jogo Beat'em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer
- Advertisement -

Tunche é um jogo beat’em up hack and slash com uma mistura de elementos de RPG. Esse jogo foi criado pela Hype Train Digital. O jogo traz personagens desenhados estilo cartoon com uma alta qualidade de animação, lembrando um pouco o que foi feito em CupHead.

O estilo do jogo segue um estilo Wave Survive a princípio, você inicia a aventura escolhendo entre vários personagens principais dos quais cada um tem o seu estilo de luta, força, alcance e magias.

Ao iniciar a ação, waves de inimigos aparecem e socamos, chutamos, fazemos combos incríveis e usamos magia neles até eliminar todos e seguimos para a próxima fase.

Tem hora que não sabemos se estamos salvando a floresta amazônica ou colocando a vida dos animais em extinção. Mas o Xamã falou que esses animais são do mal então fazer o que, é porrada neles.

Sobre Os Personagens De Tunche

Ao iniciar o jogo podemos alternar entre 5 personagens iniciais. Cada personagem tem uma variação de combos, um movimento de evasão no caso para desviar dos ataques dos inimigos, um estilo de magia, um dash aéreo e pulo, e podem usar alguns itens como uma porção ou algo similar.

Selecione um personagem e comece sua aventura em Tunche
Selecione um personagem e comece sua aventura em Tunche

E cada personagem tem suas próprias motivações para procurar pelo Tunche. Ao iniciar o jogo fica claro que esses personagens estão em busca de Tunche e dispostos a arriscar suas vidas na perigosa floresta amazônica que está possuída por espíritos malignos e monstros.

Os detalhes das histórias de fundo de cada personagem vão se revelando conforme avançamos na jogatina, cada personagem aparentemente apresenta um tipo de personalidade e de motivação.

Pacho Conversando com o Xamã
Pacho Conversando com o Xamã

Ao iniciar o Jogo somos orientados pelo Xamã sobre os desafios e perigos que encontramos na floresta. Após as orientações iniciais somos levados para o modo tutorial em que aprendemos os comandos básicos do jogo. Que basicamente se resume em amassar, apertar, pressionar e socar os botões do controle como se não existisse o amanhã basicamente.

Resumindo é bem fácil iniciar o jogo e socar seus inimigos.

Sobre O Estilo de Tunche

Socando os inimigos, mas com carinho
Socando os inimigos, mas com carinho

Tunche é um charmoso jogo beat’em up hack and slash desenhado à mão com elementos roguelike, co-op e uma pitada de feitiçaria Xamã.

Essa é a descrição oficial do game, mas discordo um pouco disso, ao iniciar o jogo senti mais o jogo um misto de beat’em Wave Survive com elementos de Roguelike, não sei se isto é um estilo de jogo ou se simplesmente estou inventando uma nova categoria.
Mas vou tentar explicar.

O jogo inicia em um ambiente fechado onde podemos movimentar nossos personagens somente dentro do limite dessa área inicialmente. Nessa área começam a surgir hordas e mais hordas de inimigos frenéticos para que possamos derrotar na porrada ao finalizar abre se um caminho e somos teleportados para a próxima área em que repetimos o processo.
Essas áreas têm como fundo o cenário da floresta amazônica assim como os inimigos que parecem animais da floresta possuídos pelo mal.

E porque o do Survive?

Toda vez que eu morri no jogo, tive que iniciar novamente o game desde do inicio, não consegui achar nenhum checkpoint ou algo assim, acredito que a experiência lembra muito um roguelike. Você vai desbloqueando outros NPCS que te fornecem itens, técnicas e outras coisas conforme progride no jogo e isso não se perde, mas você tem que iniciar novamente as waves e recomeçar as fases novamente todas as vezes do início.
Ou seja, você vai evoluindo no jogo até morrer e recomeçar novamente, mas as fases não mudam você repete elas novamente.

Sobre A Jogabilidade de Tunche

Nos combos

O pressionar dos botões no jogo para realizar os movimentos básicos é muito bom, você tem a sensação que os movimentos reagem diretamente com o seu comando quando está socando os inimigos em combos frenéticos.

Na maioria das vezes, os comandos básicos são suficientes para poder passar das Waves de inimigos. Claro que isso pode variar de personagem para personagem, uma coisa que percebi no jogo é que embora os comandos básicos sejam iguais para todos o dano relativamente muda de personagem para personagem, assim como a velocidade e o alcance.

Ao usar item de recuperar energia

Os pontos negativos da jogabilidade em minha opinião foi o mapeamento dos botões para a utilização de itens.O que acontece é que na maioria das vezes que precisar usar uma opção ou item de cura, você estará cercado por inimigos e o botão mapeado por padrão é o LS do direcional analógico esquerdo do controle, que deve ser pressionado (Clicado), mas esse mesmo botão é o de movimento. Como você vai conseguir usar a poção enquanto desvia dos ataques dos inimigos? A resposta é não vai conseguir usar e desviar é uma opção ou a outra. Em todas as vezes que usei a poção morri na sequência. Meus maiores progressos foram sem usar a opção de apoio.

Tunche é um jogo Beat'em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer [Review] 1

 

Os Inimigos De Tunche

Tunche é um jogo Beat'em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer [Review] 2

No jogo aparecem muitos, mas muitos inimigos mesmo. Mas sem muita variação, ou seja eles repetem muitos os inimigos de fase para fase, fica parecendo que você está andando em círculos enquanto progride no jogo. Sempre é a mesma ambientação com os mesmos inimigos. Com pouca variação entre cenário e inimigos.

Outra coisa que desanima no jogo é o desbalanceamento entre os danos dos inimigos e o ataque do seu personagem. Se você levar pouquíssimos ataques perde uma quantidade de vida absurda. Se você ficar encurralado e levar provavelmente uns 4 a 8 hits de inimigos é bem provável que você morra.

Enquanto isso, os inimigos têm uma vida incrível que pode levar mais de 60 hits consecutivos sendo bem provável que eles continuem vivos. Claro que isso pode variar de personagem para personagem e de inimigo para inimigo já que a força deles variam. Mas no geral de 30 a 60 hits não será suficiente para eliminar os inimigos. Com exceção é claro de alguns inimigos que é um hit to kill (Eles existem e são os mais chatos).

Tunche é um jogo Beat'em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer [Review] 3

Os inimigos dropam vida, mas é muito pouco, quase impossível recuperar vida batendo nos inimigos, talvez isso seja melhorado evoluído a sua árvore de habilidade onde tem uma opção em que os inimigos dropam mais vidas. Mas você vai ter que jogar algumas horas para conseguir evoluir as árvores de habilidades pois desbloquear habilidade usando os pontos de habilidades é bem caro e o jogo demora te recompensar com esses pontos.

Tunche é um jogo Beat'em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer [Review] 4

As Fases De Tunche

O jogo normalmente se ambienta na selva amazônica, o plano de fundo é que somos cercados em uma área por florestas. Sendo bem repetitivos, eles utilizam os mesmos ambientes de fases muitas vezes sempre dando a impressão que não progredimos no jogo e claro isso faz com que o jogo fique cansativo muito rápido.

Tunche é um jogo Beat'em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer [Review] 5
Não que isso seja um problema, mas pela resistência que os inimigos acabam tendo e pelo fato dos inimigos se repetirem muito fica muito chato recomeçar uma campanha.
No final das fases somos recompensados, baseado nos Ranks que conseguimos. Por exemplo, Rank S ou Rank D. Só posso falar desses 2 ranks porque foi o que consegui jogando então não sei exatamente quais seriam os outros.

E podemos recuperar um pouco de energia e também recebemos uns pontos que podemos comprar alguns itens de personagens que desbloqueamos conforme avançamos no jogo.

Mas como esse jogo parece trazer a inflação com ele, não significa que será barato esses itens e pontos.

No final de cada faz aparece uns icones com opções e seremos teleportados para essas áreas.

Tunche é um jogo Beat'em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer [Review] 6

Essas áreas podem variar desde de um atalho para a compra de itens, como comprar vida, desbloqueio de habilidade com a Lhama, conversar com espírito da água, desbloquear a história do personagem e continuar a próxima fase.

Outra coisa que esqueci de mencionar é que sua barra de vida que você chega no final da fase será a mesma barra de vida que você irá iniciar a próxima fase, e a próxima faz sempre tende a ser mais difícil do que as fases anteriores até chegar no Chefão.

Tunche é um jogo Beat'em up Hack and Slash Indi que você tem que conhecer [Review] 7

Os Chefes Das Fases De Tunche

Essa é a parte mais triste do jogo, os chefes. Você deve estar se perguntando é triste porque os chefes são muito difíceis? Não exatamente, o que ocorre é que na verdade joguei por volta de 4 horas de gameplay e só passei do primeiro chefe. Praticamente morri com todos os personagens no primeiro Chefe da fase, a preguiça gigante do mal.

Preguiça do Mal - Chefe apelão da fase do qual falei
Preguiça do Mal – Chefe apelão da fase do qual falei

Mas não que ele seja difícil. Aí você deve estar se questionando: Como assim não é difícil? Como você morreu com todos os personagens no mesmo chefe?

A questão é que o chefe é apelão, os movimentos do primeiro chefe em específico são simples e até fáceis de desviar. (Porque não consegui nem chegar no segundo.) Mas se levarmos 4 hits é bem provável que iremos morrer. E no final da vida do chefe é como se ele tivesse um desperation move, onde ele fica usando o mesmo ataque em sequência que tira muito dano. Então isso torna passar do primeiro chefe um desafio.

Lembrando que joguei sozinho. Acredito que com 2 jogadores ou mais seja um chefe fácil, mas não tenho certeza para poder afirmar.

Pontos Fortes De Tunche

Colocando fogo na selva
Colocando fogo na selva

O gráfico dos personagens e suas animações são bem fluidas e divertidas. Em destaque a garota do chapéu Mágico. Ela tem umas animações muito bonitas em minha opinião.

O sistema de combo também é muito bem feito, tanto ao pressionar os botões como em suas manobras evasivas, dashes aéreos e uso de magia.

O jogo demonstra ter muito conteúdo extra a ser desbloqueado, como a árvore de habilidades, desbloqueio de técnicas com a Lhama e outros extras que vamos desbloquear conforme progredimos no jogo.

Existe a possibilidade de jogar com até 3 jogadores, acredito que muito do sofrimento que tive deve ser minimizado jogando de 3 pessoas.

Os Pontos Fracos De Tunche

Uma das coisas que me incomodou no jogo foram os cenários repetitivos, o botão de usar porção ou curar que praticamente fica inutilizado no jogo além de recuperar muito pouco de vida o que o torna inútil, assim como o exagero dos danos dos inimigos e chefes.

Considerações Gerais De Tunche

O jogo é divertido nos primeiros minutos de gameplay até chegarmos no chefão da fase, acredito que não vai importar a quantidade de vezes que você vai morrer, vai pelo menos querer derrotar o primeiro chefe. Na expectativa de poder ver a próxima fase. Mas isso acaba virando uma frustração já que a segunda fase é praticamente a mesma coisa da primeira exceto pela adição de alguns inimigos novos.

A repetição das fases por si só já é enjoativo, mas ao passar de fase e você perceber que não existiu uma grande mudança no jogo te faz querer parar de jogar.

Outra coisa que é bem frustrante no jogo é que você não tem a sensação de recompensa no jogo, mesmo passando as fases conseguindo um rank melhor, os pontos para você trocar ou desbloquear itens e recompensas são muito caros. Demorando muito para adquirir novas habilidades ou mesmo comprar vida para a próxima batalha.

Jóquei aproximadamente 4 horas sozinho e só consegui chegar na segunda fase e não cheguei até o chefão da fase. E na segunda fase os inimigos atacam mais rápido e por consequência você morre mais rápido tendo que iniciar novamente na primeira fase e não na segunda.

Os personagens são bem carismáticos, conforme vamos desbloqueando suas histórias de fundo, isso agrega mais valor na jogatina. O mesmo vale para os NPCS que nos vendem ou trocam itens.

É um bom jogo, mas tem muitos pontos a melhorar, principalmente a questão da dificuldade do jogo em geral. Não achei o jogo com mecânicas difíceis ou mesmo inimigos impossíveis, mas o fato dos ataques dos inimigos causarem muito dano é bem injusto já que acertamos 60 hits em um inimigo ele não morre e você leva 4 hits e morre te faz querer desistir do jogo.

Mas é possível ver muito amor na construção do jogo, principalmente na quantidade de itens desbloqueáveis, habilidades, compra de itens e etc. Tem muito conteúdo a ser desbloqueado o que te faz ter mais motivos para querer voltar ao jogo.

Tunche está disponível para as plataformas Windows, Mac, Linux, Nintendo Switch, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series.

Sobre HypeTrain Digital

HypeTrain Digital é a editora independente de jogos para PC e consoles. Sua missão é ajudar jovens desenvolvedores a entregar os jogos que eles fazem ao público em todo o mundo, independentemente do gênero ou plataforma. Trabalhando com uma equipe diversificada de profissionais da indústria, eles levaram vários jogos ao sucesso em todo o mundo, incluindo Stoneshard, The Wild Eight e Police Stories.

5 1 voto
Gostou do Post?
- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários