Madame Teia vs Morbius: Qual é pior?

Dakota Johnson estreia como Madame Teia, mas vem acompanhada de uma enxurrada de críticas negativas. A recepção é tão ruim, que o filme está com a mesma nota de Morbius, 15% no Rotten Tomatoes. Mas qual deles é pior? Vamos ver adiante.

“Madame Teia conta a história do filme solo da história de origem de uma das heroínas mais enigmáticas da Marvel. O thriller traz Dakota Johnson (50 Tons de Cinza) como Cassandra Webb, uma paramédica em Manhattan que pode ter habilidades de clarividência. Forçada a confrontar revelações sobre seu passado, ela forja uma relação com três jovens destinadas a futuros poderosos… se elas conseguirem sobreviver ao presente ameaçador”, diz a sinopse oficial do filme.

Adam Scott (Ruptura) interpreta uma versão mais jovem de Ben Parker, o Tio Ben. Emma Roberts (American Horror Story) vive Mary Parker, a mãe de Peter Parker. Sydney Sweeney faz a Mulher-Aranha.

Isabela Merced, Celeste O’Connor, Adam Scott, Mike Epps e Tahar Rahim, também fazem parte do elenco.

A direção é de S.J. Clarkson. Matt Sazama e Burk Sharpless, roteiristas de Morbius, escreveram o filme.

Continue lendo para saber qual dos filmes é pior: Morbius ou Madame Teia. (via Screenrant).

Dakota Johnson em Madame Teia

O que estão dizendo sobre Madame Teia

As resenhas iniciais de Madame Teia foram extremamente negativas, o que lhe rendeu uma pontuação de 17% dos críticos no Rotten Tomatoes.

Muitas críticas negativas de Madame Teia apontam a estrutura ruim do enredo e o diálogo desajeitado do filme como parte do problema. Muitas vezes, o filme se explica demais para o público, o que resulta em falas que não soam naturais e que contrastam fortemente com alguns dos diálogos mais naturalistas. Outros críticos descreveram os personagens como vazios, apontando para uma aparente falta de entusiasmo do elenco.

A pontuação do público para Madame Teia é mais positiva do que a pontuação dos críticos, embora seja difícil dizer que há um consenso total no momento. Há apenas algumas críticas verificadas, provavelmente porque Madame Teia acabou de ser lançado.

Algumas das críticas do público elogiaram o filme por ser diferente e disseram que ele foi melhor do que imaginavam. Muitas das análises negativas não são muito específicas sobre não gostaram no filme, mas parece que a obra está com dificuldades para se conectar com alguns espectadores.

Jared Leto como Morbius

Por que as críticas de Morbius são tão negativas

Morbius é comumente chamado de chato e genérico. Os críticos apontaram os personagens como parte da razão pela qual o longa-metragem é tão desinteressante, afirmando que eles são muito superficiais e foram ofuscados pelo fluxo constante de exposição do filme.

Os críticos também mencionaram que, apesar da presença de astros como Matt Smith, o elenco não consegue apresentar performances sólidas.

A pontuação do público de Morbius é significativamente maior do que a pontuação da crítica. Entretanto, talvez nem tudo seja um elogio genuíno.

Há várias críticas que fazem elogios exagerados ao filme e depois citam a falsa frase “é hora de Morbius” como parte do motivo pelo qual adoraram o filme. Essas críticas falsas certamente aumentam um pouco a pontuação do público.

Ainda houve algumas críticas positivas genuínas, principalmente dizendo que o filme era, no mínimo, divertido. Isso provavelmente se deve ao ritmo acelerado e à ação frequente o suficiente para manter a atenção do espectador, mesmo que não o envolva em um nível mais profundo.

Embora Morbius e Madame Teia tenham pontuações iguais (15% por enquanto), Morbius ainda se destaca como o pior filme dos dois.

Parte disso tem a ver com o ritmo ruim do filme. Morbius se move tão rapidamente, que não dá muito tempo para os personagens cativarem público.

Sem alguns personagens fortemente desenvolvidos com os quais se conectar, os espectadores não têm muito com o que se preocupar. Mesmo quando algumas coisas visualmente empolgantes começam a acontecer, é difícil ver esses momentos em Morbius como algo mais do que uma exibição de efeitos visuais em vez de uma cena significativa.

Madame Teia faz um trabalho melhor ao fazer com que o público pelo menos se importasse com sua personagem principal. Graças ao fato do longa-metragem ter menos foco em grandes cenas de ação no início, o público realmente aprende quem é Cassie Webb como pessoa e começa a gostar dela. O carisma de Dakota Johnson transborda para Cassie, tornando mais fácil se relacionar com a personagem.

Madame Teia está em exibição nos cinemas.


Fonte

Deixe seu comentário