Jonathan Majors é condenado a um ano de reabilitação

Jonathan Majors foi condenado a um ano de aconselhamento sobre violência doméstica após ter sido condenado no ano passado por agredir e assediar sua ex-namorada, Grace Jabbari.

Conforme a Variety, o ator deve concluir um programa de violência doméstica presencial de 52 semanas em Los Angeles, onde reside atualmente. No futuro, haverá uma oportunidade para que as sessões sejam parcialmente virtuais.

Ele deve continuar a terapia de saúde mental em que está matriculado e fornecer atualizações sobre seu progresso. O juiz também impôs uma ordem permanente de proteção contra qualquer contato entre Jabbari e Majors.

Quaisquer violações ou atividades criminosas podem resultar em pena de prisão para ele.

A sentença foi proferida na segunda-feira pelo juiz Michael Gaffey em um tribunal da parte baixa de Manhattan, quase quatro meses depois que Majors foi considerado culpado de duas acusações de assédio e agressão contra Jabbari.

Depois de um julgamento de duas semanas, a sentença estava marcada para janeiro, mas foi adiada para abril devido a moções, agora rejeitadas, apresentadas por sua equipe jurídica.

Majors chegou ao tribunal acompanhado de sua atual namorada, a atriz Meagan Good. Ele apertou as mãos e abraçou a família e os simpatizantes do seu lado do tribunal e depois se sentou entre seus advogados, Priya Chaudhry e Seth Zuckerman. Jabbari entrou na sala pouco depois e fez uma declaração sobre o impacto da vítima, dizendo que Majors “não está arrependido e não aceitou a responsabilidade” pela agressão.

“Ele fará isso novamente. Ele machucará outra mulher. Esse é um homem que acredita estar acima da lei”, disse Jabbari. “Eu tinha uma carreira, uma vida e um corpo, e ele danificou tudo isso.”

Ela também chamou as táticas de Chaudhry e Zuckerman de colocar a culpa nela durante o julgamento de “abomináveis” e “horríveis”.

O juiz Gaffey explicou que a ausência de histórico criminal e de prisões anteriores de Majors contribuiu para sua decisão de não dar ao ator pena de prisão. Ele poderia ter sido condenado a até um ano de prisão. Majors demonstrou pouca reação na sala lotada do tribunal e se recusou a dar uma declaração.


Fonte

Deixe seu comentário