[Crítica] Klaus – Netflix explica com maestria o surgimento do Papai Noel

0
Klaus (Netflix)
Klaus (Netflix)

O que faz pensar que no natal você irá ganhar presentes?

Porque o Papai Noel vem de renas?

Porque as crianças que não se comportam não ganha presentes?

Infantil, inocente?

Hoje vamos falar de uma das histórias mais interessantes que poderemos relatar em um filme. Se você parar um minuto para pensar sobre quantos filmes existem que retratam o natal, os números nunca irão bater, pois, todo dia surge um novo filme com uma nova versão sobre a data comemorativa, seja sobre o milagre de natal, sobre família, amor dentre outras coisas …

[Crítica] Klaus - Netflix explica com maestria o surgimento do Papai Noel 1

Mas o que muitos sempre fizeram, foi tentar explicar a origem de Klaus (Papai Noel), e posso dizer que uma história dessas nunca foi tão bem explorada ou trabalhada de uma forma tão minuciosa e fantástica quanto a Netflix fez no final de 2019. A animação Klaus chegou em 8 de novembro a plataforma e surpreendeu a todos.

A partir daqui o texto pode conter algum spoiler do filme Klaus.

A animação espanhola surpreende de várias formas, pois quando o filme começa a primeira percepção é que será uma história sem graça e que não chama atenção, visto que logo de cara você percebe o que será a trama do filme “Um garoto mimado pelo pai, que terá que fazer algo na vida e com isso aprender uma lição”.

Simples assim? Certo?

Acredite o filme é muito mais que uma lição de vida. Logo somos apresentados ao personagem Jesper (Jason Schwartzman), que é um jovem mimado que é mandado pelo seu pai para a cidade de Smeerensburg no círculo ártico, para tomar conta da agência de correios da cidade. A cidade é dividida e cheia de conflitos entre duas famílias Krum (cabelos pretos) e os Ellingboe (cabelos ruivos), ou seja, um mar de guerra e é claro ninguém manda cartas por lá, então logo começa as dificuldades do jovem Jasper.

[Crítica] Klaus - Netflix explica com maestria o surgimento do Papai Noel 2

Com uma meta estabelecida desde o início pelo seu pai por quantidade de cartas para voltar para sua casa, Jesper tenta a todo tempo convencer as pessoas a mandarem cartas, mas nada feito. E então o desenrolar da história somos apresentados a Klaus (J.K. Simmons) um misterioso e corpulento carpinteiro que vive em completo isolamento. A partir daí a magia começa a acontecer, tudo que é apresentado e a forma que é construída a história irá mostrar o quão necessário é aquele começo que falei anteriormente que parecia sem graça.

Percebemos que Klaus vive isolado por algum motivo, e o mistério sobre o carpinteiro e o modo como vive, vai se revelando aos poucos de forma mágica, e nos deixa fascinado a cada momento em que o personagem aparece. Somos apresentados também a Alva (Rashida Jones), uma professora frustrada e mal-humorada pois na cidade as crianças não vão à escola, e, a mesma não consegue exercer seu ofício, com isso o seu novo objetivo é juntar dinheiro para ir embora da cidade.

[Crítica] Klaus - Netflix explica com maestria o surgimento do Papai Noel 3

Ver a forma que a história sobre Papai Noel é construída é o fato mais impecável do filme, aos poucos você perceberá que todos os pontos sobre o personagem são construídos de forma bem minuciosa, e digo que como criança você se diverte, e como adulto você vai “pescando” todas as referências do personagem. Você entende o porquê das renas. O porque dos presentes e também …

“Porque criança que não se comporta não ganha presente do papai noel.”

A trama enriquece a cada momento que vemos o desenvolvimento da amizade entre Jesper e Klaus, e acredite a narrativa se mantém firme e consistente durante todo o filme. Mesmo prevendo que alguns acontecimentos serão óbvios como um romance entre Jesper e Alva por exemplo, outros fatos nos impressionam no momento em que acontecem, e são esses acontecimentos todos que nos vai detalhando aos poucos a história por trás do velhinho de vermelho que vem todo natal.

Sem dúvida a Netflix acertou no que diz ser a primeira animação original da plataforma. Com uma abordagem diferente sobre o natal, Klaus é um filme para toda a família e sem dúvidas uma das melhores animações de 2019. Papai noel nunca foi tão bem apresentado ou criado da forma em que Klaus nos mostrou.

0 0 voto
Gostou do Post?
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários