Acampamento Jurassico: Série da Netflix debocha dos filmes da franquia; veja
Acampamento Jurassico: Série da Netflix debocha dos filmes da franquia; veja
- Advertisement -

Uma das franquias mais rentáveis da indústria do entretenimento, Jurassic World conquista fãs na Netflix com uma excelente série animada. Acampamento Jurássico faz um ótimo trabalho ao oferecer um tom mais irreverente à franquia, e essa tendência é demonstrada na 4ª temporada. Nos novos episódios, a produção zoa um dos aspectos mais criticados dos filmes atuais: a criação de dinossauros híbridos.

Quando o reboot de Jurassic Park foi lançado em 2015, introduziu ao público o conceito dos dinossauros híbridos – representados inicialmente pelo Indominus Rex. No decorrer da franquia, as criaturas ancestrais ficam cada vez mais parecidas com monstros de filmes de terror.

Jurassic World: Reino Ameaçado continua a “onda” dos híbridos com o Indoraptor, ainda mais semelhante a uma criatura de filmes assustadores.

A 4ª temporada de Acampamento Jurássico acompanha a tendência com a criação do Scorpios Rex – mas dá à criatura caráter bem mais divertido e autoconsciente. O site CBR falou sobre a trama e sua comparação aos filmes; veja abaixo.

Acampamento Jurassico: Série da Netflix debocha dos filmes da franquia; veja 1

O híbrido de Jurassic World: Acampamento Jurássico na Netflix

Na quarta temporada de Acampamento Jurássico, os heróis adolescentes descobrem que a Corporação Mantah está produzindo seus próprios híbridos por meio das amostras de DNA roubadas por Sammy na primeira temporada.

No entanto, ao invés de produzir criaturas completamente novas – como faz o Dr. Henry em Jurassic World – a Mantah mistura os genes de dinossauros “tradicionais” para criar monstros que conseguem sobreviver nos quatro biomas da ilha.

Quando Sammy e Kenji descobrem que o Espinossauro da Mantah Corp – que vive apenas no bioma do deserto – é na verdade um cruzamento entre Espinossauro e Sinoteratops, o protagonista brinca com a criação dos híbridos.

“Por que todo mundo está obcecado em criar híbridos?”, questiona o personagem de Ryan Potter.

O comentário é uma referência a um dos grandes clichês da nova franquia, que retorna aos cinemas em 2022.

Colin Trevorrow, o diretor de Jurassic World: Domínio, já promete que o terceiro filme da saga não terá dinossauros híbridos.

Vale lembrar que, de acordo com a linha do tempo da franquia, todos os dinossauros híbridos morreram na destruição vulcânica da Ilha Nublar.

Os únicos que sobraram, resgatados previamente, são libertados por Maisie Lockwood no final de Reino Ameaçado.

A nova trama da franquia deve lidar com a surpreendente realidade de dinossauros vagando pelo mundo humano. Mas pelo menos, as criaturas não são máquinas de matar como o Indoraptor e o Indominus Rex.

Os dinossauros híbridos, com certeza, representaram algumas das novidades mais interessantes de Jurassic World, mas com o decorrer da franquia, acabaram se tornando clichês. Por isso, ele são zoados em Acampamento Jurássico.

A quarta temporada de Jurassic World: Acampamento Jurássico já está disponível na Netflix. Já Jurassic World: Domínio, chega aos cinemas em junho de 2022.


Fonte Principal

0 0 votos
Gostou do Post?
- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários